mardi, octobre 11, 2011

19:33


 Aprendi a gostar do meu querido passado. Tudo o que fiz, foi porque quis, nunca fiz nada que na verdade não tencionasse fazer. Se desisti de falar para alguém, foi porque essa pessoa mereceu, e cansei de acarretar esta sensação de culpa, porque se ignoro, algum mal me fizeram, não sou do tipo de pessoas que se chateiam sem fundamento. Todos os erros, bramidos no escuro, labirintos onde andava perdida, até todas as lágrimas valeram a pena, pois deram-me sempre uma lição. Todas as vezes que meditei demais e acabei por não pronunciar, todas as vezes que cai, todas as vezes que observei o chão ao invés das pessoas, tornaram-me mais forte. Todos os instantes em que acreditei em mim, em que fracassei, ensinaram-me a confiar em mim e ajudaram-me a compreender que se eu lutar, alcanço. Mesmo que danifique tudo, mesmo que faça alguma coisa que não deva, sei que não a devo repetir, pois se a repetir já não consideraria um erro e sim uma opção. Aprendi a lutar pelos meus sonhos, não a esperar por eles, afinal, se os queremos realizar temos de lutar por eles, eles não caminham até nós.
Sinto-me cumprida e não me falta confiança, acho que isso é o necessário. Já não fico desgostosa pelos dias tristes, não tenho receio de tombar, nem de lutar, pois sei que, se não o conseguir sozinha tenho amigos que admiro que me ajudarão a levantar de novo.
E não, não quero, nem sou a criatura que fui no passado, apesar do passado fazer parte de mim, amadureci.

8 commentaires:

  1. obrigada, gostei muito! :)

    RépondreSupprimer
  2. Muito obrigada! também te vou seguir, adorei!
    Cresceste, e isso é tão bom...

    RépondreSupprimer
  3. muito obrigada Marta, és tão fofinha, mas falemos do teu :p

    RépondreSupprimer

''Utiliza palavras suaves e argumentos fortes''
Obrigada pela visita